Áreas de Atuação

Mercado de Capitais e Fundos de Investimento

Em um ambiente de desenvolvimento constante, o Tavernard Advogados alia sua tradição às novidades do mercado, proporcionando assessoria especializada para o acompanhamento integral das demandas. A definição correta do veículo de investimento, bem como do meio adequado de captação de recursos, é fundamental para que a o patrimônio aplicado seja aproveitado da melhor forma possível.

Pensando nisso, o Tavernard Advogados busca entregar aos clientes a ampla experiência que possui na estruturação e no assessoramento de fundos de investimentos, com o acompanhamento de todo o ciclo de vida do investimento.

Além disso, o escritório atua também na assessoria permanente às companhias abertas e/ou aos acionistas, assim como oferece consultoria e estruturação de processos de emissão e distribuição de valores mobiliários. O escritório também possui atuação destacada na constituição e certificação de gestoras de investimentos perante CVM e ANBIMA.

A área abrange:

  • Estruturação e constituição de fundos de investimento;
  • Elaboração dos regulamentos e de acordos de cotistas;
  • Aconselhamento sobre as normas da CVM e a regulamentação aplicável;
  • Assessoria e estruturação de operações de venture capital ou private equity;
  • Assessoria jurídica completa em operações de emissão de debêntures e certificado de recebíveis, incluindo a elaboração e negociação dos documentos aplicáveis;
  • Representação de debenturistas;
  • Assessoria a companhias abertas no atendimento a normas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), incluindo a atualização de formulário de referência e apresentação de comunicados ao mercado e fatos relevantes;
  • Assessoria a administradores fiduciários e gestores de recursos de terceiros na habilitação e cumprimento de obrigações perante a CVM e ANBIMA;
  • Representação de clientes em processos administrativos perante a CVM;
  • Acompanhamento e auxílio em processos de IPO – Oferta Pública Inicial de Valores Mobiliários;
  • Estruturação e adequação de companhias fechadas para adoção de regras de companhia aberta; e
  • Estruturação e implantação de regras de governança corporativa, especialmente aquelas atinentes ao Novo Mercado.